Você está em: Página inicial | Hospital | Hospital Sentinela
Cabeçalho | Hospital Sentinela | Hospital Santa Lucinda

Hospital Sentinela

Rede Sentinela Anvisa - Logo

Falhas em produtos de saúde estão estreitamente relacionadas à qualidade da atenção prestada aos pacientes e, não raro, podem ser responsabilizadas por agravantes à saúde, sequelas ou, ainda, mortes.

O Projeto Hospitais Sentinela foi desenvolvido para responder à necessidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de obter informação qualificada do comportamento dos produtos para a saúde.

Fomenta-se, ainda, a criação de um meio intra-hospitalar favorável ao desenvolvimento de ações de vigilância sanitária em Estabelecimentos de Assistência à Saúde (EAS), o que resulta em ganhos importantes para a qualidade dos serviços e da segurança dos pacientes e usuários.

Esse projeto teve como principal objetivo a construção, em todo o país, de uma rede de hospitais preparados para acompanhar o desempenho e notificar eventos adversos e queixas técnicas de produtos para a saúde, medicamentos, sangue e hemocomponentes, saneantes, cosméticos e produtos para higiene pessoal, além de agrotóxicos em uso no Brasil. A finalidade é subsidiar a Anvisa nas ações de regulação desses itens no mercado. O Hospital Santa Lucinda (HSL) é componente ativo desta rede.

A operacionalização do Projeto Hospitais Sentinela no HSL se deu pela implantação da Gerência de Risco. Esta atua como articulador entre as áreas envolvidas com o uso de tecnologias para a saúde, com o apoio das unidades relacionadas – por exemplo, Farmácia, Engenharia Clínica, Almoxarifado, CCIH, entre outras, de acordo com as categorias de produtos utilizados –, além da parceria com comissões técnicas específicas. O objetivo primordial é gerenciar os riscos associados a serviços e bens na fase de pós-comercialização.

As áreas integrantes para a atuação do Hospital Sentinela são:

 

Farmacovigilância

Embora sejam formulados para prevenir, aliviar e curar enfermidades, os produtos farmacêuticos podem produzir efeitos indesejáveis, maléficos e danosos. Essa dualidade, às vezes trágica, é significativa para a saúde pública.

Por isso, a farmacovigilância é uma atividade indispensável à regulação sanitária em qualquer país. Ela identifica precocemente os riscos e, por meio da intervenção oportuna, protege a população de danos causados por produtos comercializados.

Desenvolvem-se atividades para detecção, avaliação, prevenção e notificação dos efeitos adversos ou qualquer problema relacionado a medicamentos. A farmacovigilância se configura como o trabalho de acompanhamento do desempenho dos medicamentos que já estão no mercado.

Farmacovigilância

Hemovigilância

A hemovigilância é um conjunto de procedimentos para monitorar as reações transfusionais resultantes do uso terapêutico de sangue e seus componentes. O objetivo é melhorar a qualidade dos produtos e processos em hemoterapia e aumentar a segurança do paciente.

O monitoramento em hemovigilância inicia-se com a identificação das reações transfusionais (isto é, os eventos adversos resultantes do uso terapêutico de sangue e hemocomponentes) pelos serviços de saúde que realizam assistência hemoterápica.

Tais reações devem ser notificadas e transformadas em informações, que são utilizadas para identificar riscos e prevenir a ocorrência ou recorrência desses eventos adversos.

Hemovigilância

Tecnovigilância

Este é o sistema de vigilância de eventos adversos e queixas técnicas de produtos para a saúde na fase de pós-comercialização (Equipamentos, Materiais, Artigos Médico-Hospitalares, Implantes e Produtos para Diagnóstico de Uso In Vitro). Recomenda-se a adoção de medidas que garantam a proteção e a promoção da saúde da população.

Tecnovigilância

Saneantes

São ações para a análise e prevenção dos efeitos indesejáveis advindos do uso de saneantes (produtos de limpeza e conservação) no âmbito hospitalar, desde compras até dispensadores, mesmo se terceirizados.

Assim, posicionando-se como sentinela na intensa avaliação e monitoramento dos riscos trazidos pelos produtos e equipamentos de saúde, em parceria contínua com a Anvisa e com a rede de Hospitais Sentinela, o Hospital Santa Lucinda se destaca na busca pelo melhor atendimento (com segurança) aos seus clientes e colaboradores, movido pela máxima de que “o maior bem que possuímos é a vida”.

Saneantes

Saiba mais

No site da Anvisa, você pode se informar mais sobre vários assuntos da Rede Sentinela.
Para acessar, clique aqui.

O Hospital Santa Lucinda marcou presença no 14º Encontro Nacional da Rede Sentinela. Para acessar, clique aqui.

PUC-SP | Fundação São Paulo - logo

Hospital Santa Lucinda
Rua Cláudio Manoel da Costa, 57 - Jd. Vergueiro
Sorocaba - SP | ver mapa de localização

Telefone: (15) 3212.9900
FAX HSL: (15) 3212.9815 ou (15) 3212.9900 Ramal 9600